Vote Em Nós

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Vampiro - Caetano Veloso



Divulgado resultado de propostas habilitadas nos editais do Fundo



Publicação: 07/02/13 | 13H02 - Última Atualização: 28/02/13 | 10H02
A Secretaria de Cultura do Estado da Bahia divulga o resultado da habilitação de propostas para 17 editais do Fundo de Cultura e Demanda Espontânea. O resultado dos editais de Culturas Populares e Culturas Identitárias será publicado nos próximos dias.
Este primeiro resultado, chamado de Análise Prévia, informa as propostas efetivamente inscritas nos editais, após análise documental e verificação de enquadramento na seleção pública. A partir deste momento, as propostas inscritas serão submetidos à etapa de Pré-Seleção pela Comissão de Concurso, formada por representantes da SecultBA e membros da sociedade civil, contando com profissionais atuantes na área de cada edital, de diversas regiões da Bahia e outros estados.
Veja os resultados abaixo:

Mensagem da presidenta da República, Dilma Rousseff, a Bento XVI


Santo Padre,
Ao findar o seu Papado, manifesto o meu respeito pela decisão de Vossa Santidade de renunciar à Cátedra de S. Pedro.
Nesta oportunidade, recordo os gestos de apreço com que o meu país foi distinguido nesses últimos anos. São marcos históricos no relacionamento entre a Santa Sé e o Brasil a escolha de Aparecida do Norte para sediar a V CELAM, que ensejou a sua visita ao país, a canonização do primeiro Santo brasileiro, Dom Antonio Galvão de França, assim como a histórica decisão de realizar a Jornada Mundial da Juventude na cidade do Rio de Janeiro.
Desejo que essa nova fase de recolhimento o encontre com saúde e paz.
Respeitosamente,
Dilma Rousseff
Presidenta da República Federativa do Brasil

Fonte: http://blog.planalto.gov.br/mensagem-da-presidenta-da-republica-dilma-rousseff-a-bento-xvi/ 

LENY ANDRADE - 40 ANOS


Adesão ao SNC



Assinatura do Sistema Nacional de Cultura marca parceria entre MinC e Curitiba
Ministra Marta ao lado do Prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet
A ministra da Cultura, Marta Suplicy, se reuniu nesta quinta-feira (28) com prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, para assinatura do termo de adesão do município ao Sistema Nacional de Cultura (SNC). O ato marca a parceria entre o Ministério da Cultura (MinC) e a cidade.
No Paraná, 80 municípios já aderiram ao SNC, além do próprio estado.
Entre os objetivos do SNC está a formação de uma estrutura que articule e organize a gestão cultural, aproximando as administrações do Governo Federal, dos estados e municípios com a sociedade civil.
Com a adesão, Curitiba assume o compromisso de estruturar o Sistema Municipal de Cultura. O novo mecanismo assegura a transparência e o controle social do setor cultural, a partir da implementação de conselhos de cultura, de fundos de cultura e outras formas de participação spcial nas políticas públicas.
É um novo paradigma de gestão pública da Cultura no Brasil, tendo na essência a coordenação e cooperação intergovernamental, com vistas à obtenção de economicidade, eficiência, eficácia, equidade e efetividade na aplicação dos recursos públicos.
Capacitação
De 10 a 12 de julho deste ano, Curitiba será palco da Oficina de Implementação de Sistemas de Cultura para todo estado, promovida pelo Ministério da Cultura. O evento na capital paranaense encerrará o ciclo de oficinas que passará por 17 estados a partir de março.
Assinatura do SNC marca parceria entre MinC e Curitiba
Investimento
Até 2014, o Paraná vai receber 23 Centros de Artes e Esportes Unificados (CEUs), um investimento de mais de R$ 47 milhões. Em dezembro passado foram inaugurados os primeiros CEUs nas cidades de Pato Branco e Toledo, ambas no Paraná. Para 2013 está prevista a entrega de cerca de 100 CEUs a comunidades em todo o país. Os CEUs integram em um mesmo espaço físico programas e ações culturais com práticas esportivas e de lazer. 
(Texto: Ascom MinC
Fotos: Daniel Derevecki)
 
Fonte: http://www.cultura.gov.br/site/2013/02/28/adesao-ao-snc/

Google oferece treinamento grátis para criar conteúdo de qualidade na web


Google oferece treinamento grátis para criar conteúdo de qualidade na web

Google-Hangouts-Logo
Redatores e editores web: o Google vai realizar um hangout com dicas e sugestões de como criar conteúdo de qualidade  e oferecer uma melhor experiência para o usuário no seusite/blog. A videoconferência acontece no dia 5 de março às 14h (horário de Brasília), conduzida por um especialista em otimização AdSense do Google. A participação é gratuita.

Os interessados podem participar enviando perguntas e comentários em texto durante a transmissão. Esta é uma ótima oportunidade para jornalistas, blogueiros e produtores de conteúdoonline em geral. 

O hangout será transmitido no Google+, acesse a página aqui. E caso você perca, não se preocupe, pois assim que for finalizado, o postarei na íntegra logo abaixo:

------ Learn with Google Hangout On Air para editores sobre experiência do usuário ------

Confira esses outros materiais do Google para aprender como criar bom conteúdo na web:

Guia do Google para redatores web
Calendário de hangouts do Google para fevereiro e março de 2013
Calendário de webinars do programa Learn With Google 


segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Não é raro, e nem de hoje, que uma imagem infundada e preconceituosa do Nordeste é difundida e acreditada no resto do Brasil. Sem viajar para muito longe no tempo, vários exemplos de xenofobia explícita  são espalhados pela internet. Como o caso da estudante paulista de direito, que lançou a campanha "faça um favor à São Paulo, mate um Nordestino afogado", ou aos inúmeros posts preconceituosos publicados no twitter referentes ao apagão que aconteceu recentemente.
Os exemplos são diversos e, em sua maioria, provocativos. Dia desses, li um absurdo postado no  facebook por um jovem que se acreditava culto e inteligentíssimo. Segundo ele, os atrasos de sua cidade são provocados por Nordestinos, que, sem oportunidade, vão caçar emprego em cidades alheias. Ele se referiu ao Nordeste como uma região que deveria ser apagada do Brasil e, não só isso; habitada por pessoas subdesenvolvidas intelecto-socialmente. Ainda em sua defesa, lançou a seguinte pergunta: o que será que um nordestino responderia se fosse interrogado sobre a revolução francesa e em que aspecto ela influencia seu voto hoje?
Seja qual for a resposta que um Nordestino qualquer dê a essa pergunta, ou labute

“Fela, Essa vida Puta!”




"Dá gosto de ouvir Fela Kuti e sentir toda sua raiva, toda a sua crítica potente à hipocrisia do mundo branco, eurocêntrico, ocidental. É a música de quem não quer caridade e impõe respeito em sua luta por justiça." Chico César


Ouvir Fela Kuti nos traz um sentimento imediato de África, por que sua música mescla muitos elementos da identidade africana, mas não apenas por isso, a música de Fela é um profundo reflexo da grandiosidade de sua vida, de seu modo de ver o mundo, de desejar espalhar alegria, da rebeldia da contestação, da defesa de seu povo.

Fela nasceu na Nigéria, viveu entre 1938 e 1997, era um homem incomum... se casou com 27 esposas, foi o principal expoente multi instrumentalista africano do mundo, lançou mais de 70 discos, fundou uma república (Kalakuta) e inventou seu próprio gênero musical – o afrobeat – que ainda influencia cenários musicais em todo o mundo. Mas Fela talvez tenha sido o artista internacional mais espancado, preso e vítima dos mais absurdos abusos dos governos nigerianos e sua polícia.

A República da Kalakuta por exemplo, uma residencia onde ele trabalhava e morava com suas 27 esposas, foi invadida por policiais, que estupraram várias de suas mulheres, jogaram sua mãe idosa do primeiro andar e depois incendiaram a casa... Esse é apenas um dos episódios que também fizeram sua vida marcada por brutalidade e desumanidade, também responsável pelos desequilíbrios mentais e enclausuramento que marcaram os últimos anos de sua vida.

A História de Fela também é contada pela trajetória das mulheres com quem ele conviveu, sua consciência negra é iniciada com a Pantegra negra Sandra Smith:

"Não fosse Sandra Isidore, Fela talvez não haveria se tornado uma lenda real africana de hoje. Seu legado é o corte seco pan-africanista. Seu trabalho rasga todas as Américas. Ensina a não sermos vitimas, ensina-nos a sermos atores principais nesta guerra que travamos até hoje contra a dominação do pensamento europeu." Don Perna

Ouvir sua música depois de conhecer sua história através do Livro “Fela, essa vida puta – bibliografia autorizada” de Carlos Moore, é ter contato, segundo o próprio autor, com “um legado complexo e contraditório, às vezes desconcertante ou irritante, que agora pertence a todos nós: para aceitarmos ou criticarmos, admirarmos ou censurarmos, mas sempre tendo em mente o alto preço que ele teve que pagar para permanecer fiel a seus ideias anticonformistas, pan africanos e antirracistas. Nós o amamos pela exposição que fazia de nossa hipocrisia social; por seu ousado distanciamento transgressivo da conformidade. Nós o amamos por sua defesa aos menos favorecidos, por seu comprometimento sincero com os oprimidos e por seu amor apaixonado pela África."

Fela, um gênio, mas também um homem imperfeito, deixou grandes legados não só com a música, mas com a persistência de seu ativismo que não se rendeu aos sistemas racistas em que conviveu na Nigéria.

"Se eu quero deixar uma marca no mundo? Não. De jeito nenhum. Sabe o que eu quero? EU QUERO QUE O MUNDO MUDE. Eu não quero ser lembrado. Eu quero fazer minha parte e ir embora. Eu tenho que fazer minha parte. E todo mundo tem que fazer a sua. Não pelo que você vai ser lembrado, mas pelo que você acredita como ser humano. É pra isso que todo mundo devia vir ao mundo. Se você quer fazer as coisas por que quer ser lembrado, você só está fazendo por motivos pessoais. Faça as coisas simplesmente por que você acredita nelas. Um ser humano devia ser assim." Fela Kuti

Say Adinkra

O APOCALIPSE

Texto premiado no Concurso Valdeck Almeida de Jesus 2011, escrito por Clarissa Melo, aos quinze anos.

-


Que história mais fedida é essa que o mundo acabará em breve, em um possível apocalipse?! Os humanos são mesmo muito tolos, ou cegos, não se sabe. Tolos e cegos, na verdade. Tolos porque ainda esperam que, após o mundo desabado, tudo melhore, descarregando a responsabilidade de fazer algo a favor ou contra; cegos, por que ainda não viram que o mundo já desabou, e feio! O que temos agora é uma carcaça abandonada, cheia de destroços e chuva miúda, caindo devagar, lavando nosso juízo insano.
          O mundo não chegará ao fim, o fim já chegou ao mundo. Chegou com as primeiras notícias de estupro, roubo, politicagem – que faz referência íntima à segunda palavra, homofobia e intolerância religiosa. O mundo já morrera desde que o primeiro homem – ou primeira moça? Cercou um pedaço de terra e gritou: é meu! Mas esta história é bem narrada por outrem, não por mim. Os tolos que estavam ao redor foram tão tolos que permaneceram calados, mas os piores foram aqueles que, invejando tal ação, cercaram seu próprio lugar e gritaram em uníssono: é meu também!
          A dança do fim chegou quando o primeiro homem empossou-se de riquezas materiais e saiu por aí dizendo ser o mensageiro de Deus na Terra, pedindo dízimos e vendendo pedaços da cruz que nem sequer esteve na terra de Cristo, trocando latifúndios no paraíso por pequenas migalhas dos pobres. Este já era o fim, o apocalipse, ou redemoinho, a vilania ou outro qualquer termo que você queira adotar!
          O mundo jaz nas mãos do mal desde quando nós, de dois em dois anos, elegemos um ladrão para tomar partido e poder. Por que de dois em dois anos nós somos forçados a isso! E essa democracia? Que não te dá direito de decidir ou não se você quer votar ou quer ficar em casa vendo o circo pegar fogo. Eu ficaria em casa, comendo pipoca de microondas e assistindo a novela das sete, por que, afinal, somos alienados pelas novelas das uma, duas , três e o escambal de horas!
          O mundo começou a decair quando as pessoas eram mortas por gostarem de outras do mesmo sexo, ou serem queimadas vivas por não terem vergonha de gritar isso bem alto. O mundo morreu quando mendigos passaram a precisar apontar armas em nossas cabeças para que, só assim, pudéssemos olhá-los e gritar: Meu Deus! Por que acima de tudo, nós gritamos Deus somente quando precisamos de verdade. É irônico por que quando se trata de fim de mundo, devíamos gritar por Deus desde que nascemos, mas deixamos isso apenas para o momento de nossa morte, como forma de rendição de pecados selvagens.
          O mundo está acabado querido, e dessa carcaça sobraram destroços e música para que pudéssemos, ousadamente, dançar em cima, pisotear a dor, embrulhar as lágrimas que supostamente agravariam a situação. Nadaremos por aí, rezando as orações decoradas à força, mutilando o resto dos nossos irmãos e dizendo em voz alta, para enganar os cegos e tolos que sobrarem: O mundo vai acabar. E eles vão acreditar! Pois são cegos e tolos para perceber que, na verdade, o mundo já acabou.

Lilo e Stitch - Completo


domingo, 24 de fevereiro de 2013

Homossexualidade, Preconceitos, Bíblia, Psiquiatria e História.


As Veias abertas da América Latina



"Tudo nos é proibido, a não ser cruzarmos os braços? A pobreza não está escrita nos astros; o subdesenvolvimento não é fruto de um obscuro desígnio de Deus. As classes dominantes põem as barbas de molho, e ao mesmo tempo anunciam o inferno para todos.
De certo modo, a direita tem razão quando se identifica com a tranqüilidade e a ordem; é a ordem, de fato, da cotidiana humilhação das maiorias, mas ordem em última análise; a tranqüilidade de que a injustiça continue sendo injusta e a fome faminta.
Se o futuro se transforma numa caixa de surpresas, o conservador grita, com toda razão: “Traíram-me.” E os ideólogos da impotência, os escravos, que olham a si mesmos com os olhos do dono, não demoram a escutar seus clamores. A águia de bronze do Maine, derrubada no dia da vitória da revolução cubana, jaz agora abandonada, com as asas quebradas sob o portal do bairro velho de La Habana. A partir de Cuba, outros países iniciaram, por vias distintas e com meios distintos, a experiência da mudança: a perpetuação da ordem atual das coisas é a perpetuação do crime. Recuperar os bens que sempre foram usurpados, eqüivale a recuperar o destino.
Os fantasmas de todas as revoluções estranguladas ou traídas, ao longo da torturada história latino-americana, emergem nas novas experiências, assim como os tempos presentes, pressentidos e engendrados pelas contradições do passado. A história é um profeta com o olhar voltado para trás: pelo que foi e contra o que foi, anuncia o que será."


Trecho do livro "As Veias Abertas da América Latina" de Eduardo Galeano, jornalista e escritor nascido no Uruguai.

I Conferencia Nacional de Desenvolvimento Regional 2013


A Conferência
O Ministério da Integração Nacional - MI, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Regional - SDR, avança no processo de construção de uma nova Política Nacional de Desenvolvimento Regional - PNDR. No debate atual, são três as grandes premissas que orientarão a nova política: a) dimensão de política nacional; b) perfil de política de Estado; c) abordagem das desigualdades regionais em múltiplas escalas.

Em sintonia com o método de discussão governamental referente a políticas públicas relevantes, o MI realizará a I Conferência Nacional de Desenvolvimento Regional - CNDR, que se constitui um momento de reflexão, avaliação e aprofundamento das discussões sobre desenvolvimento regional no País. Esta discussão esta alinhada com as diretrizes de desenvolvimento da nação, assim como com as políticas de desenvolvimento das macrorregiões e dos estados federados.

Com a elaboração participativa de uma nova política regional, o Ministério da Integração Nacional reitera seu compromisso com a retomada plena da questão regional como prioridade do Estado Brasileiro, lançando um olhar detalhado à redução das desigualdades regionais e ao encontro com sua missão institucional: promover a integração nacional, o desenvolvimento sustentável e a superação das desigualdades regionais do País, assegurando inclusão socioeconômica, melhoria da qualidade de vida, proteção civil e segurança hídrica da população.
Tema: Desenvolvimento Regional para a Integração Nacional
Objetivo Geral
A I Conferência Nacional de Desenvolvimento Regional tem por finalidade a promoção de um debate de âmbito nacional, do qual resulte princípios e diretrizes para reformulação da Política Nacional de Desenvolvimento Regional - PNDR, por intermédio da concertação federativa e social.
Objetivos Específicos
  1. Formular princípios e diretrizes para uma nova política regional brasileira;
  2. Constituir um espaço de deliberação, divulgação, difusão e diálogo federativo e social acerca de temas e políticas de Desenvolvimento Regional;
  3. Contribuir para a elevação da PNDR à condição de política de Estado;
  4. Indicar conexões para a interação entre as políticas de desenvolvimento regional e as demais políticas públicas;
  5. Promover o fortalecimento da cooperação e uma maior aproximação com os demais entes federados, academia e sociedade; e
  6. Lançar as bases para a constituição de mecanismos de governança regional nos Estados.

Eixos Temáticos
  1. Governança, Participação Social e Diálogo Federativo;
  2. Financiamento do Desenvolvimento Regional;
  3. Desigualdades Regionais e Critérios de Elegibilidade; e
  4. Vetores de Desenvolvimento Regional Sustentável.

Texto de Referência
O Texto de Referência é o ponto de partida e subsidiará os debates nas etapas da CNDR. Será elaborado com base nos eixos temáticos e apresentará os princípios, diretrizes e prioridades da Política Nacional de Desenvolvimento Regional, com base nas ações desenvolvidas e propostas pelo Ministério da Integração Nacional e, notadamente, pela Secretaria de Desenvolvimento Regional.
Etapas
A CNDR é um processo organizado em três etapas integradas e sequenciais:
  • Conferências Estaduais: 1º de agosto a 19 de outubro.
  • Conferências Macrorregionais: 22 de outubro a 14 de novembro.
  • Semana do Desenvolvimento Regional: 18 a 22 de março de 2013, em Brasília (DF).

Deliberações
A CNDR aprovará um conjunto de princípios e diretrizes que servirá de base para a reformulação da PNDR. Haverá um processo de priorização em que serão elencados os princípios e as diretrizes fundamentais, as mais importantes, dentre todas as proposições.
Programação
Interação
Fonte: http://www.integracao.gov.br/conferencia-nacional-de-desenvolvimento-regional

Espicha verão encerra hoje e tem Salvador Bus gratuito


Salvador Bus levará visitantes para os espetáculos do Espicha Verão
 
 
Os turistas que estiverem em Salvador neste fim de semana (de 22 a 24 de fevereiro) terão o conforto de linhas especiais gratuitas do Salvador Bus saindo dos principais hotéis da cidade em direção ao Centro Histórico, onde acontecerá o Espicha Verão 2013, promoção da Secretaria do Turismo e Bahiatursa.
 
O Espicha Verão terá espetáculos de música, artesanato, teatro, performances, festival gastronômico e cortejos culturais nos largos e praças do Pelourinho, sempre a partir do final da tarde. Entre as principais atrações estão o pianista Arthur Moreira Lima, o cantor Agnaldo Timóteo e o grupo Cidade Negra.
 
Os veículos duplo deck, que conduzem visitantes pelos principais pontos turísticos da capital baiana, vão fazer três roteiros especiais com saídas a partir das 17h e retorno à meia-noite e meia. Fazem parte da programação 50 hotéis da região compreendida entre a Pituba e o Corredor da Vitória e 19 da região entre Stella Maris e Patamares. Para embarcar, basta o turista estar em um dos hotéis na hora da passagem do veículo.
 
Estão programados os hotéis America Towers, Mercure Boulevar, Intercity Premium, Matiz, Sotero Hotel, Pisa Plaza, Tulip Inn (Centro Convenções), San Marco, Sol Plaza, Oceânico Armação, Bahia Mar, Alah Mar, Bahia Suítes, Flat Jardim de Alah, Atlântico, Cesar Business, Pituba Plaza, Absolute, Golden Park, Nacional Inn, Hotel Verdemar, Hotel Vilamar, Bahia Park Hotel, Golden Tulip, Pestana, Mercure, Íbis, Pedra da Concha, Catarina Paraguassu, Mar Hotel, Oceânico Ondina, Bahia Sol e Mar Hotel, Ondina Apart, Othon, Porto Bello, Atlantic Tower, Vila Galé, Riverside, Che Lagarto, Monte Pascoal, Barra Flat, Marazul, Porto Salvador Hotel, Hotel Barra Turismo, Grande Hotel Barra, Sol Barra, Sol Vitória Marina, Bahia do Sol e Vila Velha.
 
Entre os hotéis da orla, as paradas serão no Stella Maris Resort, Hotel Lesuri Beach, Catussaba Business, Catussaba Resort, Vila da Praia, Deville Hotel, Mar Brasil hotel, Pousada Alvorada, Pousada Solar, Pousada Julieta e Romeu, Pousada Poesia, Hotel Planeta Itapuan, Hotel Praia da Sereia, Hotel Praia Dourada, Hotel Jaguaribe, Hotel Cocoon, Hotel Sol Bahia, Hotel Cores do Mar e Hotel Patamares

Programação:

Domingo (24/02)
 
Terreiro de Jesus – A partir das 16h30
 
Luiz Natureza (MPB)
 
Agnaldo Timóteo (Atração nacional)
 
Sine Calmon (reggae)
 
 
Largo do Pelourinho - A partir das 18h30
 
Dão e Caravana Black (Black Music)
 
O Círculo (pop rock)
 
 
Praça Pedro Archanjo – A partir das 17h
 
Chorinho com Cacau do Pandeiro
 
Orquestra Benutti (gafieira)
 
 
Praça Tereza Batista – A partir 15h
 
Atração infantil – Alvorocinho
 
Gozo de Lebre (rock)
 
Vivendo do Ócio (rock)
 
Festival de rock, com Eládio e as Panteras e participação: Thathi, Silvio Passos, Mariano Lanat e Pietro Leal.
 
 
Praça Quincas Berro D’Água – A partir das 15h
 
Atração infantil – Fábulas Fabulosas
 
Carla Lis (samba)
 
Grupo Trivial (samba)
 
Festival Jovem Guarda – Rota de Fuga
 
 
Identidade Baiana (Itinerantes) – A partir das 17h
 
Rodas de Capoeira/ Associação Mestre Bimba
 
Swing do Pelô
 
Reisado/ São Francisco do Conde
 
Filarmônica 25 de Dezembro/ Irará
 
Fonte: http://www.comunicacao.ba.gov.br/noticias/2013/02/24/espicha-verao-artistas-homenageiam-cano-veloso

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Espicha verão no Pelourinho com Arthur Moreira Lima



Hoje (23), a programação do Espicha segue a todo vapor a partir das 16h. veja a programação abaixo e fique por dentro de tudo que vai rolar no Pelô:
 HOJE (23/02)
Terreiro de Jesus – A partir das 19h30
Os filhos de Santo Amaro e convidados (homenagem a Dona Canô) – com Jota Veloso, Jorge Vercillo, Carla Visi, Juliana Ribeiro, Armandinho, André Macêdo, e artistas de Santo Amaro.
Artur Moreira Lima (Atração nacional)
Largo do Pelourinho - A partir das 17h
Festival Gospel Convida – Ivan Dias, Débora Brasil, Ícaro Dias e Júlinho Cavalcanti
Paulinho Boca e Mariana Moraes (neta de Vinicius de Moraes)
Cabeça de Nós Todos
Largo Pedro Archanjo – A partir das 18h
Diego Marinho (arrocha)
Silvinha Torres – Homenagem a Gilberto Gil com participação de Nara Gil
Orquestra R Xangô (gafieira)
Largo Tereza Batista - A partir das 16h
Atração infantil – Fábulas Fabulosas
Gereba toca Gonzaga (forró)
Sylvia Patrícia (MPB)
Festival do Samba Reggae – Tonho Matéria convida
Largo Quincas Berro D’Água
Atração infantil – Alvorocinho
Álvaro Assmar (blues)
Mensageiros do Vento (pop rock)
Waltinho Queiroz (samba)
Identidade Baiana (Itinerantes) – A partir das 18h
Rodas de Capoeira/ Mestre Valmir
Rixô Terreiro de Jesus/ Fred Mendez
Frevos e Dobrados
Trança Fitas/ Salvador
Caretas e Bombachas do Acupe/ Santo Amaro
 Domingo (24/02)
Terreiro de Jesus – A partir das 16h30
Luiz Natureza (MPB)
Agnaldo Timóteo (Atração nacional)
Sine Calmon (reggae)
Largo do Pelourinho - A partir das 18h30
Dão e Caravana Black (Black Music)
O Círculo (pop rock)
Largo Pedro Archanjo –  a partir das 17h
Chorinho com Cacau do Pandeiro
Orquestra Benutti (gafieira)
Largo Tereza Batista – A partir 15h
Atração infantil – Alvorocinho
Gozo de Lebre (rock)
Vivendo do Ócio (rock)
Festival de rock, com Eládio e as Panteras e participação: Thathi, Silvio Passos, Mariano Lanat e Pietro Leal.
Largo Quincas Berro D’Água – a partir das 15h
Atração infantil – Fábulas Fabulosas
Carla Lis (samba)
Grupo Trivial (samba)
Festival Jovem Guarda – Rota de Fuga
Identidade Baiana (Itinerantes) – A partir das 17h
Rodas de Capoeira/ Associação Mestre Bimba
Swing do Pelô
Reisado/ São Francisco do Conde
Filarmônica 25 de Dezembro/ Irará

Luto da família Gil em Salvador


Mãe de Gilberto Gil morre aos 99 anos 





Claudina Passos Gil estava internada na UTI do Hospital Português.
Enterro acontecerá no domingo (24), no Cemitério Jardim da Saudade.


claudina; mãe de gilberto gil (Foto: Reprodução / Tv Bahia)Dona Claudina, mãe de Gilberto Gil
(Foto: Reprodução / Tv Bahia)
A mãe do músico Gilberto Gil morreu por volta das 7h deste sábado (13), no Hospital Português, em Salvador. A informação foi confirmada pela unidade hospitalar.
Claudina Passos Gil estava internada na capital baiana há mais de 10 dias, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).
O sepultamento de dona Coló, como é conhecida, acontecerá no domingo (24), às 10h, no Cemitério Jardim da Saudade.

 

Le Cafe - Oldelaf


sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

PROJETO ESPICHA VERÃO 2013 PROLONGA A ALTA ESTAÇÃO NO PELOURINHO


De volta em 2013, o Espicha Verão vai ser realizado de 22 a 24 de fevereiro nas praças e largos do Pelourinho. O projeto, que tem como objetivo principal prolongar a alta estação em Salvador após o Carnaval, foi apresentado nesta quarta-feira (19), pelo chefe de gabinete do governador, Edmon Lucas, e pelo secretário do Turismo, Domingos Leonelli. Participaram da reunião representantes dos setores de comércio e hotelaria, além de órgãos como as secretarias da Cultura e da Saúde, Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros.

Nos três dias de evento, a programação será distribuída entre os palcos montados no Largo do Pelourinho, Terreiro de Jesus, além das praças Tereza Batista, Quincas Berro D’água e Pedro Archanjo. “A idéia é fazer com que o verão sobreviva ao Carnaval no Pelourinho, uma das áreas que mais sentem depressão pós-carnavalesca”, afirmou Leonelli.

De acordo com Edmon Lucas, a data escolhida ajuda a preencher o calendário turístico do mês de fevereiro. “Com o Carnaval no início e Espicha Verão no fim de fevereiro, nós temos a oportunidade de fazer os recursos circularem muito mais, além de divulgar o Pelourinho”.
Diversidade é destaque na programação
A extensa programação musical inclui shows de diferentes ritmos como forró, rock, samba-reggae, samba, gafieira, choro, MPB e hip hop. Espaços como o Cruzeiro de São Francisco vão receber oficinas de pintura e artesanato, festival de gastronomia e uma mostra de cinema. O projeto promove ainda exposições e apresentações nos museus e teatros localizados no Pelourinho. Também estão previstos desfiles de manifestações culturais baianas, a exemplo do Zambiapunga.

Os atrativos do projeto deixam otimistas os empresários da rede hoteleira. Segundo o presidente do Conselho de Turismo, Silvio Pessoa, a transferência do Espicha Verão do Porto da Barra para o Pelourinho é importante para a revitalização do Centro Histórico. “O projeto certamente vai alavancar pelo menos 10% na ocupação neste período, seja com permanência ou a chegada de novos turistas”.

Para a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), o projeto deve representar um incremento que varia de 40 a 50% nas vendas dos bares e restaurantes da região em relação ao movimento médio registrado nos dias posteriores à folia. “Para os nossos associados do Pelourinho é fundamental que iniciativas como esta aconteçam durante todo o ano”, disse a representante da Abrasel, Hekla Sampaio.

Fonte: http://www.comunicacao.ba.gov.br/noticias/2012/12/19/projeto-espicha-verao-2013-prolonga-a-alta-estacao-no-pelourinho
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...